25/2/2010
Nilton Santos e o orgulho de mais um título do Botafogo


Pamella Lima, Jornal do Brasil

Se, em campo, Caio é o talismã alvinegro, fora dele, Nilton Santos virou uma espécie de pé de coelho do Botafogo. Após a conquista da Taça Guanabara, Joel Santana dedicou o troféu à Enciclopédia do Futebol.

Duas semanas antes, no dia 4 de fevereiro, o treinador reencontrou o ídolo botafoguense em General Severiano, no lançamento da segunda camisa que o clube fez para o ex-jogador. Em 2009, o ex-lateral-esquerdo abençoou o então técnico Ney Franco, antes da final contra o Resende. Em retribuição, o técnico levou a Taça da conquista para o ídolo beijá-la.

Segunda-feira, dia seguinte à conquista, Nilton Santos exibia na clínica em que mora, na Zona Sul da cidade, a faixa de campeão orgulhosamente e aproveitou para agradecer a dedicatória do treinador.

– Ele fugiu à regra. É umamigo, só tenho a agradecê-lo pela lembrança e homenagem – disse o craque da camisa 6, para acrescentar uma constatação: - Ele é igual a mim, não perde nenhuma decisão.

De acordo com aesposa, Maria Coeli, Nilton gosta de acompanhar os jogos do time de coração vestido com as cores do alvinegro.

– Ele se veste com o uniforme. Põe camisa, calção e até as sandálias são do Botafogo. Ele estava concentrado desde sábado, esperando a decisão – comentou. Maria Coeli disse que ligou para os dirigentes do clube para que transmitissem o agradecimento a Joel Santana e recebeu uma boa notícia de volta.

– Achei muito espontâneo, no momento da entrevista, ele dedicar o título ao Nilton. Então, liguei para o André Silva (vice de futebol) e para o Maurício (Assumpção, presidente) para agradecer. Eles disseram que irão levar a Taça com o Joel para o Nilton abraçá-la.